em 8 de maio de 2019

“No pacote básico da raça humana vem uma diretriz que é a rainha de todas: survive!

E para sobreviver num mundo com animais predadores, plantas mortais, acidentes geográficos e mudanças meteorológicas, tivemos que nos se virar para lidar com essas questões. E aí tivemos que usar a criatividade.” Murilo Gun

Quando ouvimos a palavra criatividade, via de regra, tem-se a impressão de que esta qualidade está muito linkada ao mundo dos “artistas” músicos, “artistas” escritores, “artistas” pintores, porém, vendo aqui na Itália, construções do grande Andrea Palladio, penso, e os artistas arquitetos? E os artistas construtores? E os artistas cuidadores de idosos? Artista é um termo muito utilizado em áreas específicas, quando deveria ser no mínimo expandida.

Então, por princípio básico, artista que é artista precisa nutrir sua arte com criatividade, e neste mundo da criatividade, uma das formas para encontrar inspiração e fomentar uma mente criativa, é através da alimentação. Como sempre estamos nos referindo a embasamentos científicos, é importante ter sempre em mente que o melhor dificilmente será o mais gostoso.

Villa Rotonda, Palladio, ca. 1550-70

  • A maçã da Apple

Para começar vamos falar de Apple, a maçã de Steve Jobs, com certeza teve um grande motivo para representar uma empresa com tamanho potencial. Jobs foi um dos maiores criativos da história e ele mesmo citava que isto se devia muito a sua alimentação, que tinha por base a riqueza em frutas. Bioquimicamente falando, isto ocorre principalmente devido a um aminoácido chamado tirosina, o qual está presente em inúmeras frutas (inclusive na maçã), além do espinafre, ovos… E tem por função, aumentar a produção de dopamina no cérebro, o que influencia positivamente nossa capacidade de pensar criativamente.

Em pesquisas, descobriu-se que sujeitos bebedores de suco de laranja com adição de tirosina eram melhores em resolver quebra-cabeças. Sendo assim, como Colzato d Universidade de Leiden Holanda, corrobora, “Alimentos ricos em tirosina e suplementos alimentares que incluem tirosina são uma maneira saudável e barata de aumentar nossa capacidade de pensar profundamente.” [1]

  • Mito do Álcool

Led Zeppelin, Amy Whinehouse, Janis Joplin, grandes ícones criadores e em comum o uso exacerbado de álcool. Afinal como o álcool age nesta perspectiva de criatividade? Minha concepção atual é muito clara, acredito que o álcool por si só tenha pouco ou nada a acrescentar biologicamente a raça humana. A questão paira sob o aspecto da alteração em um nível de consciência, quer dizer, indo de encontro ao estudo realizado na Universidade de Illinois 2012, o qual recrutou pessoas que bebiam socialmente a realizarem uma tarefa criativa de solução de problemas, onde uma parte se manteve sóbria, enquanto outra recebeu uma bebida com Vodka, até em torno de 0,075% em concentração no sangue. Os resultados revelaram os bebedores como solucionadores do problema mais rapidamente que os sóbrios.[2] Tudo indica que esse acesso a níveis de consciência diferentes do normal podem impactar, porém o limiar entre essa boa proposição e o decréscimo da própria consciência, é muito delicado, veja o fim de John Bonham (Led Zeppelin), Amy, Janis…

  • O doce

O querido chocolate, na verdade, mais precisamente o cacau, possui riqueza em flavonoides, os quais atuam melhorando a função cerebral, aumentando a quantidade de oxigênio no cérebro e impulsionando assim habilidades cognitivas de curto prazo.[3] Claro, quanto maior a porcentagem de cacau, maiores os benefícios, já que o(s) açúcares adicionados para formar o chocolate como se conhece, aparecem como altamente deletérios para os processos cognitivos. Hoje existe cacau em pó 100% em inúmeras lojas e mercados, além de chocolates com 70, 80 e até 99% cacau, tudo de fácil acesso.

Por fim, pense no todo, no equilíbrio, quando crianças, acessamos um poder incrível de criatividade, o qual parece perdermos ao longo da vida, utilizar determinados alimentos ajudam a acessar as habilidades criativas antes esquecidas.

 

Matth é Dj/Produtor e criador musical, Professor, Biólogo, Especialista em Neuroaprendizagem, Análises Clínicas e Microbiologia.

 

Já que o tema é criatividade, a playlist é para inspirar… Sugestão: utilize fone de ouvido.

 

Referências:

[1] https://link.springer.com/article/10.1007%2Fs00426-014-0610-4

[2] https://www.psychologytoday.com/us/blog/choke/201204/alcohol-benefits-the-creative-process

[3] https://www.thealternativedaily.com/boost-brain-power-and-creativity-with-these-5-foods/

https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1053810012000037?via%3Dihub

https://www.hgblu.com/it/blog/2018/04/18/la-chimica-della-creativita/

https://link.springer.com/article/10.1007%2Fs00426-014-0610-4

https://www.medicaldaily.com/think-outside-box-5-foods-can-help-boost-creativity-and-stimulate-brain-function-320806

https://www.sciencedaily.com/releases/2014/10/141008103910.htm

Comentários

comentários