em 27 de novembro de 2018

Prosseguindo com o material da nossa coluna, realizei o convite para a turma do núcleo Atlas, tem como propósito suscitar artistas que exploram a música através de experiências sonoras e singulares, ou seja fermentar as expressões únicas que formam a multifacetada cena nacional e abrir espaço para novos músicos com novas propostas.

O Atlas está exatamente na busca pelo conhecimento, a marca foi criada com o intuito de reestabelecer uma conexão maior do artista com o público, através de experiências sonoras e abstratas. Teve o seu suscito em novembro de 2016, mas até definir o que realmente o Atlas faria de fato, foram alguns meses de estudos, com embasamento em pesquisas dentro do mercado do cenário underground.

O insight da marca se deu pela necessidade de um projeto fixo, onde DJ`s, produtores musicais, entusiastas e amadores pudessem encontrar em uma plataforma física, um conceito mais dinâmico, afim de absorver o conhecimento de uma forma didática e orgânica.

O Atlas tem seu trabalho fixo na região do Vale de Itajaí e para tirar a ideia de uma sala de aula em sua formalidade e tirar aquele clima monótono de aula, fecharam com a Coollabore Coworking, que segundo a Forbes é um dos melhores espaços Coworking do mundo, que visa a sustentabilidade e criatividade entre todos os envolvidos, foi um tiro certeiro, o feedback de todos que participam é sempre gratificante e mostra que o espaço tem um Q especial no que se diz respeito ao ambiente.

A marca visa passar, nada mais que o conhecimento, sob a sua forma mais orgânica e didática, concretizando o seu compromisso com o público alvo através de Workshops e encontros musicais com artistas de referência nacional.

Dentre todos os encontros realizados, destacam-se alguns que foram prazerosos e tiveram um ótimo feedback positivo de todos os alunos participantes, como:

Iniciação Intensiva no Ableton – w/ Vantônio

Arranho e Mixagem w/ Andre Salata

Workshop Live Act w/ L_cio

Atlas e Trip to Deep – Criatividade e Síntese Sonora w/Mari Herzer e Moebiius

Setup Híbrido em torno do Model1 w/Tarter e Ariel Merisio

A equipe inicialmente conta com o idealizador Maikon Willian, DJ/Produtor, que teve a ideia inicial de juntar toda a sua experiência em uma marca que pudesse ser novidade ao abordar assuntos de extrema relevância em torno da produção musical e discotecagem, Alan Medeiros (Alataj) que cuida de toda parte de social media e foi um dos grandes influenciadores para ajudar a direcionar o trabalho do núcleo. Tarter um dos colaboradores oficiais que com sua experiência ajudou a propagar a proposta da marca em âmbito regional. Bernardo Ziembik que foi um alicerce para que pudéssemos definir o objetivo e disseminar os eventos de uma forma mais profissional e objetiva. E a mente por trás de todo o desenvolvimento do Atlas, o Vantônio, quefoi um dos pilares mais importantes para o crescimento da marca. Tambem possuem apoiadores oficiais como o coletivo idealizado pelo Vantônio o Miditerapia em São Paulo, e a Unisociesc do grupo FGV, uma das maiores instituições de ensino no Sul do Brasil.

No decorrer de sua trajetória vem apresentando os seus artistas denominados como “exploradores“, levantando a bandeira da simbologia histórica e geográfica, através do seu canal de podcast, assinado por artistas de grande calibre profissional como: Norus, Trommer, Mau Maioili, Eduardo M, Vantônio, Traffic Jam, Andre Salata, Amulador, Marcio S e Guss.

No momento estão desenvolvendo e encaminhando um website para que possam ter uma liberdade maior ao abordar assuntos extremamente importantes relacionados a música, como por exemplo o quadro dicas do artista, onde convidaremos um artista de referencia nacional para falar de uma forma simples e objetiva sobre determinado assunto relacionado a produção musical e discotecagem. Também possuem outro projeto em fase de elaboração, que será a captação de depoimentos de alunos que participaram dos nossos encontros, mostrando a evolução deles pós conhecimento absorvido nos Workshops, além da programação de um cronograma completo de encontros que em tornos de vários assuntos que regem a cena underground para 2019.

O objetivo da crew seria então trazer visibilidade ao seu trabalho e se consagrar como uma das principais marcas que realiza esse forma de material em solo catarinense, se tornando uma referência em tal âmbito, propagando e disseminando a cultura do underground como um todo, suscitando diversos produtores musicais em suas diversas facetas.

Mas para isso, precisam trazer relevância ao seu desenvolvimento, abordando assuntos extremamente importantes em uma aula interativa e de qualidade para o seu público alvo que é o principal alicerce para que continuem a realizar esse tipo de trabalho.

Há planos futuros para migrar seus workshops para outras cidades como Curitiba e São Paulo. Porem não possuem pressa, apenas a vontade de se superar em cada encontro, por isso seus workshops acontecem de tempo em tempo, respeitando o time de cada evento, assim como a organização, contratação de artistas e tudo que envolve o preparo de um evento.

Agora a label caminha desenvolvendo um calendário para 2019 e posso usar como spoiler que o ano iniciará com um encontro exemplar ao lado do produtor André Salata, fiquem ligados pois o ano a seguir será um ano muito importante para o Atlas.

Obrigado Maikon e toda a equipe por estar desenvolvendo esse material em colaboração com a Somma+, sucesso!

 

Por: Caio Leonardo Tagliari // Sintoniza Lab, Somma+

Comentários

comentários